in ,

ÓtimoÓtimo

Como a Havaianas deixou de ser um chinelo para ser Havaianas

Man got an amazing idea, creativity

Sumário do Artigo

A Havaianas é a marca de chinelo referência no Brasil e no mundo. A sua notoriedade é tanta que, hoje em dia, grande parte das pessoas se refere a ela como sinônimo do produto. Em vez de falar que precisa de chinelos novos, a pessoa afirma que vai comprar um novo par de Havaianas. Em suma, é raro encontrar uma marca que conseguiu conquistar status internacional mantendo a mesma essência e o mesmo produto por tantos anos.

Conseguir um pouco dessa reputação é o grande sonho de todos os fabricantes de calçados, sejam eles pequenos ou grandes negócios. Por isso, elaboramos o texto de hoje para que você entenda melhor como a Havaianas se tornou tão popular e algumas dicas aplicáveis a sua empresa. Acompanhe!

História da Havaianas

A Havaianas foi criada pela empresa Alpargatas em 1962, inspiradas na tradicional sandália japonesa Zori. Esta sandália era feita com uma sola de palha de arroz e tiras de tecido. A textura do arroz foi o que inspirou o uso da borracha na sola, que é um produto que não deforma, não tem cheiro e não solta tiras. Já o nome foi inspirado no Havaí, com o intuito de remeter o consumidor ao lugar que era considerado dos sonhos nos anos 60.

Primeiramente, foram lançadas aquelas sandálias tradicionais conhecidas pela maioria das pessoas, com palmilha branca e tiras e solas coloridas. Era um produto bom e barato que, inicialmente, conquistou as classes mais baixas e manteve altas vendas por quase três décadas.

Como aconteceu a transição

Porém, posteriormente a esse período, houve uma estagnação da marca e a empresa passou por uma crise de lucratividade. Foi aí então que decidiram que era preciso uma transformação. O chinelo tinha de deixar de ser o sapato da classe baixa e passaria a ser aquele que todo mundo usa. Algumas das estratégias utilizadas nos anos 90 para alcançar esse status foram:

  • Lançamento da Havaianas Top, com uma cor só, mais confortável e com o nome da marca na tira;
  • Investimento em propagandas em revistas de moda, assim como a Vogue, e aparecimento da televisão;
  • Utilização de testemunhais de celebridades que usavam a marca, de tal forma que agregasse valor ao produto.

Dessa forma, a Havaianas começou a ganhar o status de um produto cult, o símbolo do estilo de vida brasileiro, boêmio, alegre e descontraído. Ao mesmo tempo, ela se tornou um acessório de moda e passou a ser um objeto de desejo. Todas as classes sociais no mundo inteiro começaram a usar o chinelo.

O slogan passou de “Não deforma, não dá cheiros e não solta tiras” para “Todo mundo usa”.

Marcas sinônimos de produtos

A Havaianas é um bom exemplo de como uma marca pode se tornar o sinônimo de um produto, do mesmo modo que acontece com marcas como Cotonetes, Bombril, Superbonder, Band-aid. Especialistas em marketing afirmam que existem duas formas para que isto aconteça. Ou a marca deu início a sua categoria ou ela recebeu um grande investimento em comunicação. Outro ponto importante diz respeito à frequência com que os consumidores utilizam o produto, o que é notório na Havaianas.

Há diferentes opiniões sobre o impacto desse fenômeno para as vendas. Uns acreditam que é o ápice do sucesso, pois demonstra uma grande conexão entre o consumidor e a marca. Todavia, outros dizem que, quando isso acontece, o produto corre o risco de se tornar uma “versão genérica”. Isso pode contribuir que ela perca o poder legal de uma marca registrada.

Seja como for, uma marca que se torna sinônimo de um produto é conhecida por todos e tem um grande espaço no mercado.

Como ganhar notoriedade da sua marca

A princípio, pode parecer difícil para os pequenos fabricantes de calçados enxergarem como podem dar notoriedade a sua marca e se aproximar de um sucesso tão grande como o da Havaianas. Mas, existem alguns passos que são associados ao êxito de um negócio e que podem ser aplicados para qualquer estabelecimento comercial.

Antes de mais nada, é preciso se familiarizar com os 4 Ps do marketing, que são os 4 pilares básicos de qualquer estratégia de marketing. Listamos esses pilares e como a Havaianas abordou cada um deles:

  • Produto (o que você oferta?): o chinelo passou de apenas duas opções de modelo e cor para uma diversificação da linha de produtos, ao passo que foi criada uma infinidade de modelos;
  • Preço (quanto você cobra?): de início, o chinelo era um produto praticamente descartável que não despertava interesse. Logo depois, a campanha de publicidade ajudou a criar um valor maior para o produto, que passou a ser desejado;
  • Praça (onde você oferta?): o produto era vendido em lojas de varejo e agropecuárias, locais associados apenas às classes mais baixas. Posteriormente à revolução, a linha de distribuição mudou, com lojas próprias e exportação para outros países;
  • Promoção (como você oferta?): o primeiro slogan da marca era apenas associado às características do produto e o novo slogan associou seu uso a todas às pessoas, bem como às celebridades.

O que foi necessário para ter Sucesso

Da mesma forma, alguns outros itens foram essenciais no sucesso da marca. Como a mudança de gerenciamento em meados dos anos 90, a redefinição da estratégia, a diversificação dos produtos e a exclusividade do produto, isto é, nenhum outro chinelo se iguala às Havaianas.

Assim, os pequenos fabricantes precisam desenhar a sua marca sobre os 4 pilares do marketing, buscando equilibrar os 4 setores e fortalecer a marca frente a um público-alvo bem definido. Definir esses pilares é essencial para definir como vender mais e ser mais efetivo na conquista e manutenção dos clientes.

Dessa forma, mais fabricantes de calçados podem construir, pouco a pouco, uma história de sucesso como a da Havaianas.

Fonte: Eva Brasil

Escrito por ramonmariano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comentários

Como me diferenciar da Concorrência